curtir

Porque todo tutor deve levar seu Pet no veterinário?

Adquirir um animal de companhia é uma ação de muita responsabilidade, compromisso e obrigações de longo prazo, graças a evolução da medicina veterinária, os animais de companhia vem ganhando longevidade, com uma maior qualidade de vida, por isso, todo tutor ou família antes de adquirir um Pet, deveria avaliar o desejo com um profissional médico veterinário, conhecer sobre cada espécie, raça e particularidades, as dificuldades e a responsabilidade que significa ter um animal de estimação. A melhor forma de aquisição, locais ou comércios confiáveis e demais informações que tornam prazeroso a presença desse novo amigo no convívio com a família, que esta vivendo bem mais, hoje é rotina o atendimento de animais de companhia com mais de 15 anos.

Após a aquisição do Pet, é fundamental uma avaliação profissional, o médico veterinário será sem dúvida, o melhor amigo do novo membro e da família, exercendo sua função profissional, não só restrita ao animal, mas como agente de saúde pública. Levar o seu pet ao médico veterinário é a principal forma de proteção, obviamente, é uma tarefa importante, que deve ser feita imediatamente após a chegada ao novo lar, neste momento, tanto o dono quanto o animal, principalmente pela mudança de ambiente, pessoas estranhas, geradores de estresses, podendo contribuir para o aparecimento de problemas de saúde no Pet e gerar estresses também no dono.

A escolha do profissional médico veterinário é fundamental, assim como o estabelecimento (consultório, clínica, hospital), onde deve ter os recursos necessários para um atendimento completo e pronto para qualquer situação. É importante ter sempre a disposição os telefones para em caso de urgência e emergência buscar soluções, acidentes acontecem, principalmente com filhotes e um estabelecimento que funcione 24 horas é necessário.

Alimentação é um fator primordial na saúde do filhote, nutrientes são fundamentais para o crescimento saudável, proporcionará boa imunidade, ganho de peso adequado, pelagem e pele mais bonitas e resistentes a doenças parasitárias, bacterianas e fúngicas

Anotar todas as dúvidas, listando cada uma delas,  podem facilitar o processo, já que nem sempre nos lembramos de tudo no momento da consulta. Durante a ida ao veterinário, e dependendo do atendimento, o dono e seu animal podem ficar muito tempo esperando o atendimento. Por isso é importante levar alguns petiscos para o pet, até mesmo para distraí-lo durante o tempo de espera.

Fotos midia email

e1dd8aef-0429-41ed-b495-b5401689fd66

Alguns exames são necessários para conhecer o estado de saúde do Pet, mesmo sem manifestações clínicas ou sintomas presentes, não há garantia de ausência de doenças ou infecção. Algumas profilaxias são obrigatórias em regiões endêmicas. Outro item necessário é realizar de forma periódica o exame de fezes do animal, pois serve para verificar se o animal está com algum parasito gastrintestinal.

As vacinas são fundamentais na implantação das profilaxias, doenças como a parvovirose e cinomose, são graves e podem inclusive levar o filhote a morte, lembrando que a cinomose também acomete animais adultos. Outras doenças graves também são evitadas pelas vacinas. Portanto o protocolo vacinal é fundamental para saúde do filhote e as revacinações são necessárias anualmente.

Palavra chave. Proprietário, animais de estimação, cães, gatos, veterinária.

www.ctiveterinario.com.br

Paulo Daniel Sant’Anna Leal
Coordenador Técnico do Centro de Terapia Intensiva e Emergência Veterinária
Médico-Veterinário, Mestre-MSc e Doutor-DScV, Membro da Academia de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro.  Pós Doutorando Curso de Pós-Graduação de Ciências Veterinárias.  Anexo 1, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). BR 465 km 7. Campus Seropédica, 23.890-000, RJ. E-mail: ctivet@ctiveterinario.com.br

CTI VeterinárioPorque todo tutor deve levar seu Pet no veterinário?

Deixe uma resposta