cao-idoso

Importância do diagnóstico das doenças concomitantes nos Pets!

Diversas patologias acometem os cães e gatos. Deve-se ter atenção no histórico, na epidemiologia, nas afecções que são possíveis de acometer a espécie e a faixa etária, assim como as raças. O diagnóstico deve ser baseado nas manifestações clínicas das enfermidades, suas interpretações associadas ao exame clínico propriamente dito, e a dificuldade pelos vários agentes etiológicos que podem causar doença no cão, inclusive concomitantemente. Uma importância maior deve ser dada principalmente em pacientes geriátricos, o que exige múltiplos diagnósticos.

Em decorrência da melhora no atendimento médico veterinário, especificamente de cães e gatos, uma alteração no panorama epidemiológico é notada quanto à morbidade e mortalidade. Em parte, é dependente das condições socioeconômicas da população, porém no geral a expectativa de vida é maior, a melhoria desses aspectos que englobam técnico e sócio econômico tem como consequência uma tendência na redução da incidência de doenças infectocontagiosas, altamente prevalentes em filhotes, e aumento na frequência de outras doenças associadas à senilidade.

e1dd8aef-0429-41ed-b495-b5401689fd66 11888614_751377024990542_6701167817212701139_o

  13002440_1062748693789840_557432317228186880_o

A distribuição das doenças que acometem os cães, independente da idade, raça e sexo em ordem decrescente de frequência: infectoparasitárias, dentre essas, a cinomose, parvovirose e verminose intestinal são ainda as mais prevalentes. As neoplásicas, distúrbios causados por agentes físicos e traumas, doenças degenerativas, intoxicações, doenças metabólicas e endocrinológicas, distúrbios do desenvolvimento, doenças imunomediadas e doenças nutricionais possuem grande importância na clínica veterinária de animais de companhia. A atenção nas doenças concomitantes deve ser obedecida, pois estas agravam o estado geral, produzem ineficiência da terapêutica das doenças degenerativas e/ou crônicas e contribuem para o agravamento do paciente. Cuidados são necessários e o diagnóstico deve fazer parte nos pacientes que estarão sujeitos a protocolos de imunossupressão, quimioterapias e tratamentos das neoplasias, principais desencadeadores de doenças oportunistas pré existente. Doenças inflamatórias e infecciosas como as periodontites, prostatites devem ser tratadas e estabilizadas, assim como doenças hormonais. Doenças parasitárias estão presentes em mais de 40% dos Pets domiciliados que recebem atendimento veterinário de rotina. Parasitos gastrintestinais, principalmente a ancilostomose (Ancylostoma caninum),  Erliquiose (Erhlichia canis), Anaplasmose (Anaplasma platys), micoplasmose (Mycoplasma canis e M. felis), quando não diagnosticados produzem agravos em organismo imunossuprimido, dificultando a resposta do paciente, produzindo manifestações clínicas muitas das vezes confundidas com o efeito adverso do quimioterápico como as anemias, diarreias, vômitos, estas manifestações clínicas podem ser decorrentes de parasitismos pré existentes que exacerbam em pacientes imunossuprimidos. Protocolos para o diagnóstico preventivo devem ser implantados elevando assim a chance do sucesso terapêutico nas doenças que cursam com imunossupressão. Portanto, com as profilaxias, proporciona-se menor despesa, menor tempo de hospitalização e aumentando da qualidade de vida, com menor sofrimento dos pacientes.

Palavra chave. cães, gatos, infecções concomitantes, hematozoários, parasitos gastrintestinais.

www.ctiveterinario.com.br

Paulo Daniel Sant’Anna Leal
Coordenador Técnico do Centro de Terapia Intensiva e Emergência Veterinária, Membro da Academia de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro. Médico-Veterinário, Mestre-MSc e Doutor-DScV, Pós Doutorando Curso de Pós-Graduação de Ciências Veterinárias. Anexo 1, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). BR 465 km 7. Campus Seropédica, 23.890-000, RJ. E-mail: ctivet@ctiveterinario.com.br

CTI VeterinárioImportância do diagnóstico das doenças concomitantes nos Pets!

Deixe uma resposta