filhote

Sindrome Respiratória dos Bulldogues!

   Cães de focinho curto ou braquiocefálico, compreendem principalmente as raças de Bulldogs, Pugs, Boxers, Shih Tzu. Esta característica anatômica contribui para uma maior frequência das doenças respiratórias crônicas, devido a anatomia das estruturas respiratórias, estas anormalidades incluem narinas estenóticas (fechadas em média 48% das raças), palato mole alongado (80%), sáculos laríngeos evertidos (48%), colapso laríngeo e em algumas raças, traquéia hipoplásica. Esses defeitos anatômicos propiciam irregularidades no fluxo de ar através das vias aéreas superiores, causando inflamação decorrente do fluxo alterado do ar (velocidade) e pelo esforço contínuo, ou seja, respiração ruidosa, estritor, cianose e em casos mais graves, síncope e óbito.

cachorros_braquicefalicos_saude_03  

   Os cães se tornaram braquiocefálicos em consequência da seleção intensiva pelos criadores e amantes da raça, com isso o tamanho do nariz tem sido reduzido de tal forma que prejudicou gravemente o seu funcionamento. Para o cão, a redução drástica da respiração nasal significa a perda do seu principal órgão termorregulador, impedindo-o de liberar o calor corporal em quantidade suficiente, levando a um aumento da temperatura corporal interna, tendo como consequência hipertermia, colapso e morte. É prudente para cães de focinho curto não fazer qualquer tipo de exercício quando as temperaturas estão acima dos 250C, este tipo de atividade é a grande responsável pela hipertermia, necessitando de atendimento nos serviços de emergência e urgência veterinária .

IMG_9450[1]Amy

   Técnicas cirúrgicas são utilizadas com eficiência, visam desobstruir as vias aéreas superiores, promovendo abrandamento dos sintomas clínicos, proporcionando qualidade de vida, evitando a evolução da doença crônica respiratória.

   O prognóstico desta síndrome depende da gravidade das anomalias já instaladas e da habilidade de corrigi-las cirurgicamente, portanto o quanto antes se promove a correção cirúrgica, maior a chance de sucesso, pois as degenerações características dessa síndrome não estarão presentes, principalmente as broncopatias e lesões pulmonares.

imagee1dd8aef-0429-41ed-b495-b5401689fd66

  O prognóstico após a correção cirúrgica das anormalidades é excelente, mais a precocidade é um dos fatores primordiais para o sucesso e alivio das manifestações clínicas.

Palavra chave: bronquite, emergência, urgência, cianótico, dispnéia.

www.ctiveterinario.com.br

Paulo Daniel Sant’Anna Leal
Coordenador Técnico do Centro de Terapia Intensiva e Emergência Veterinária
Médico-Veterinário, Mestre-MSc e Doutor-DScV, Membro da Academia de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro.  Pós Doutorando Curso de Pós-Graduação de Ciências Veterinárias.  Anexo 1, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). BR 465 km 7. Campus Seropédica, 23.890-000, RJ. E-mail: ctivet@ctiveterinario.com.br

Sydney MenezesSindrome Respiratória dos Bulldogues!

Deixe uma resposta