MANUAL_CHIP_FACE

Vantagens da identificação eletrônica através da Microchipagem!

A utilização do microchip para cães, gatos ou qualquer outro animal, é uma forma segura, eficaz e moderna de identificação. O microchip é um micro-circuito eletrônico, que guarda um código exclusivo e inalterável, encapsulado em biovidro cirúrgico, revestido de substância biocompatível anti-migratória para uso em animais, do tamanho aproximado a um grão de arroz, não possui bateria e fica inativo a maior parte do tempo, sendo “energizado” apenas quando recebe um sinal enviado pela leitora. Após a aplicação, permanece com o animal por toda sua vida. Fornece seu número exclusivo toda vez que for ativado pelo “scanner” da leitora, enviando seu código que é mostrado no visor desta, sendo possível o envio da informação para um computador. Como o microchip não contém bateria, não há nada para se desgastar. Sua durabilidade é o tempo em que o biovidro demora em se decompor, ou seja, mais de 100 anos, é lido por qualquer “scanner” próprio para leitura de microchip, que obedecem normais internacionais através do sistema ISO, desenvolvidas para regulamentar o uso de microchip em animais, determinando o tipo, controlando a numeração exclusiva do microchip e para possibilitar que o animal seja identificado em qualquer lugar do mundo através da leitura do microchip por qualquer leitora dentro das normas.

Microchip IMG_9432

O microchip atesta que um determinado animal é definitivamente o animal em questão, permitindo o vínculo ao tutor ou proprietário de forma definitiva. Em vários países é obrigatório o uso deste método para identificar animais de estimação/companhia. É uma tendência natural que só traz benefícios, segurança aos tutores e à população em geral. Há outros métodos de identificação, como a utilização das coleiras, porém são mais propensos a falhas. Cães ou gatos que se perdem ou são roubados, podem perder a coleira ou esta ser retirada, por diversas razões. Como a coleira com a etiqueta de identificação pode falhar, a outra alternativa seria as tatuagens, porém além de doloroso, estas podem ser adulteradas e não são de fácil visualização a distância. Para a observação da tatuagem há necessidade de conter o animal, o que nem sempre é possível ou permitido pelo Pet.

Não há restrição quanto a implantação do microchip, pode ser de qualquer raça, tamanho, peso e idade, já pode ser aplicado a partir do décimo dia de vida do animal, é comum a implantação do microchip quando é dada a terceira dose da vacina ou 40 a 60 dias antes da vacina anti-rábica conforme algumas legislações internacionais.

A implantação é realizada com uma seringa especial, parecida com aquela utilizada para aplicar vacinas. Não é feito nenhum tipo de anestesia para injetar o microchip.

  • É obrigatório implantar o microchip em animais que farão viagens internacionais.
  • Em algumas cidades Brasileiras é obrigatório
  • Criadores de cães e gatos utilizam o microchip por exigência de Associações, para assegurar a origem da raça e impedir falsificações de pedigree.

O dono preenche um cadastro no site da empresa fornecedoraapós a inserção do microchip pelo Médico Veterinário cadastrado, onde as informações ficam em um sistema de banco de dados. Quando da necessidade o leitor identifica o código numérico, é feita a busca no banco de dados, encontrando, assim, informações de quem é o dono, endereço e contato do mesmo.

Vantagens

  • O microchip não precisa de nenhum tipo de recarga, só irá ser ativado pelo leitor;
  • É impossível que o cão ou gato perca o microchip;
  • Não para de funcionar durante toda a vida do animal;
  • Não é necessário realizar nenhum tipo de manutenção.

 imagee1dd8aef-0429-41ed-b495-b5401689fd66

www.ctiveterinario.com.br

Paulo Daniel Sant’Anna Leal
Coordenador Técnico do Centro de Terapia Intensiva e Emergência Veterinária
Médico-Veterinário, Mestre-MSc e Doutor-DScV, Membro da Academia de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro.  Pós Doutorando Curso de Pós-Graduação de Ciências Veterinárias.  Anexo 1, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). BR 465 km 7. Campus Seropédica, 23.890-000, RJ. E-mail: ctivet@ctiveterinario.com.br

CTI VeterinárioVantagens da identificação eletrônica através da Microchipagem!

Comments 2

  1. Pingback: Orientação ao resgatar ou adotar animais de rua! | Blog do CTI Veterinário

  2. Pingback: Atendendo a cadelinha Lolla! | Blog do CTI Veterinário

Deixe uma resposta