bbd2a3cb-ceb8-49d8-b330-c34b53303496

Doença renal! Seu Pet está em dia com os exames?

A doença renal é bastante comum em cães e gatos, especialmente aqueles com idade acima dos 5 anos. Na doença aguda, normalmente consequência de intoxicações, obstruções e  infecções. Os sinais ocorrem subitamente e podem se agravar se não receber um atendimento rápido. Na doença renal crônica, a instalação da doença é lenta e os sinais bastante inespecíficos, ou seja, atenção com o comportamento do seu Pet!
 
Por isso é tão importante conhecer os hábitos do seu Pet, como: quantidade de ingestão de líquido (água) diária, com que frequência ele costuma fazer xixi. Qualquer mudança nas atividades normais pode significar doença. 

Doenças preexistentes são fatores de riscos para o aparecimento da doença renal, as principais são as cardíacas, periodontite (gengivite e cálculo dentário-tártaro), hiperplasia da próstata (machos não castrados), hipertensão e doenças endócrinas. Lembre-se que nossos companheiros são mamíferos com grande parte das doenças comuns a nós proprietários e não manifestam na maioria das vezes sinais clínicos quando a doença esta iniciando. Portanto a melhor forma de prevenção e o diagnóstico são através de exames de rotina, exames de sangue, imagens pelas radiografias e ultrassonografias abdominais e o estudo da urina (EAS), aliadas ao conjunto de informações interpretadas pelo clínico que possibilitará a detecção prematura das doenças e possibilitará uma excelente qualidade de vida aos Pets. 

hemogramaAna Luisa Muniz.Sofia.1-25-Oct-2015IMG_9625[1]exame_urina

 FIQUE ATENTO A SINTOMAS COMO:

– O aumento do consumo de água (polidipsia)
– Volume de micção aumentada (poliúria)
– Diminuição da urina (oligúria)
– Falta de urinar (anúria)
– Sangue na urina (hematúria)
– Diminuição ou ausência do apetite (anorexia)
– Vômitos eventuais
– Dor na região dos rins (arqueamento da coluna)
– Perda de peso
– Halitose (mal cheiro na boca)
– Letargia (moleza)
– Diarreia ou fezes escuras
– Postura “debruçada” ou relutância em se movimentar
 
 
O Médico Veterinário deve reconhecer esses sinais e através de exame físico e laboratoriais associados aos de imagem, estabelecerão um diagnóstico e o tratamento e se julgar necessário, fará o direcionamento para um especialista. Há ótimos nefrologistas que vão proporcionar uma ótima qualidade de vida ao seu Pet.
 
 
Paulo Daniel Sant’Anna Leal
Coordenador Técnico do Centro de Terapia Intensiva e Emergência Veterinária
Médico-veterinário, Mestre-MSc, Doutor-DScV, Pós-Doutorando Diagnóstico de doenças concomitantes em animais de companhia. Curso de Pós-Graduação de Ciências Veterinárias. Anexo 1, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). BR 465 km 7. Campus Seropédica, 23.890-000, RJ. E-mail: ctivet@ctiveterinario.com.br  
 
CTI VeterinárioDoença renal! Seu Pet está em dia com os exames?