bbd2a3cb-ceb8-49d8-b330-c34b53303496

Doença renal! Seu Pet está em dia com os exames?

A doença renal é bastante comum em cães e gatos, especialmente aqueles com idade acima dos 5 anos. Na doença renal aguda, normalmente consequência de intoxicações, obstruções e infecções. Os sinais ocorrem subitamente e podem se agravar se não receber um atendimento rápido. Na doença renal crônica, a instalação da doença é lenta e os sinais bastante inespecíficos, ou seja, atenção com o comportamento do seu Pet! Por isso é tão importante estar com os exames em dia e conhecer os hábitos do seu Pet, como: quantidade de ingestão de líquido (água) diária, com que frequência ele costuma fazer xixi. Qualquer mudança nas atividades normais pode significar doença.

Doenças preexistentes são fatores de riscos para o aparecimento da doença renal, as principais são: doenças cardíacas, periodontite (gengivite e cálculo dentário-tártaro), hiperplasia da próstata (machos não castrados), hipertensão e doenças endócrinas. Lembre-se que nossos companheiros são mamíferos com grande parte das doenças comuns a nós proprietários e não manifestam na maioria das vezes sinais clínicos quando a doença esta iniciando. Portanto a melhor forma de prevenção e o diagnóstico são através de exames de rotina, exames de sangue, imagens pelas radiografias e ultrassonografias abdominais e o estudo da urina (EAS), aliadas ao conjunto de informações interpretadas pelo clínico que possibilitará a detecção prematura das doenças e possibilitará uma excelente qualidade de vida aos Pets.

hemogramaAna Luisa Muniz.Sofia.1-25-Oct-2015IMG_9625[1]exame_urina

FIQUE ATENTO A SINTOMAS COMO:

– O aumento do consumo de água (polidipsia);
– Volume de micção aumentada (poliúria);
– Diminuição da urina (oligúria);
– Falta de urinar (anúria);
– Sangue na urina (hematúria);
– Diminuição ou ausência do apetite (anorexia);
– Vômitos eventuais;
– Letargia (moleza);
– Diarreia ou fezes escuras;
– Postura “debruçada” ou relutância em se movimentar;                                                                                                             – Dor na região dos rins (arqueamento da coluna);                                                                                                                       – Perda de peso;                                                                                                                                                                                     – Halitose (mal cheiro na boca)

O Médico Veterinário deve reconhecer esses sinais e através de exame físico e laboratoriais associados aos de imagem, estabelecer um diagnóstico e tratamento, e se julgar necessário, fará o direcionamento para um especialista. Há ótimos nefrologistas que vão proporcionar uma ótima qualidade de vida ao seu Pet. No entanto o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento e a manutenção da qualidade de vida do pet, portanto exames de rotina ou os check up são fundamentais, devem ser feitos pelo menos uma vez ao ano ou conforme os fatores de riscos, como doenças pré existentes.

Palavra chave: Doença, sistema urinário, insuficiência renal, urina.

 

www.ctiveterinario.com.br

Paulo Daniel Sant’Anna Leal
Coordenador Técnico do Centro de Terapia Intensiva e Emergência Veterinária
Médico-Veterinário, Mestre-MSc e Doutor-DScV, Membro da Academia de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro.  Professor no curso de Especialização em Clínica e Cirurgia de Animais de Companhia no Instituto Qualittas/Facesp. Pós Doutorando Curso de Pós-Graduação de Ciências Veterinárias.  Anexo 1, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). BR 465 km 7. Campus Seropédica, 23.890-000, RJ. E-mail: ctivet@ctiveterinario.com.br

 

CTI VeterinárioDoença renal! Seu Pet está em dia com os exames?